Everything Will Be Alright - Capítulo 25

Big N’ Hot



Vivi: Harry, me responde uma pergunta?
Harry: Claro.
Vivi: ... O que está fazendo aqui? ... E por quê? ... O-o que você quer de mim?

▬ Só aquilo pra transtornar novamente a cabeça de Harry. ▬

Harry: - suspirou e mordeu o lábio inferior – Eu não sei – respondeu impaciente.
Vivi: Como não sabe – disse mais enervada. – Por acaso... acha que sou idiota? Você só pode estar me fazendo de louca. Coisa que eu não sou.
Harry: Não é isso.
Vivi: É o que, então?
Harry: Já disse que não sei. – Saíra como uma súplica.
Vivi: Para, vai. Por favor – disse, já chorando silenciosamente.
Harry: Não faz isso. Acredita em mim. Eu não sei. De verdade. É que... desde aquele beijo no Luau, eu me arrependi.
Vivi: ... De me beijar?
Harry: ... Da aposta.
Vivi: Como assim? ... Harry... Harry Styles é o cara das apostas. Harry S-Styles nunca se arrependeria por uma aposta.
Harry: - aproximou-se - ... Entende porque eu não sei? – sussurrou, e limpou as lágrimas de Verginia.


Harry: ... Posso dormir contigo? ... Só hoje?

▬ Verginia fitou o chão e sorriu. ▬

Vivi: - levantou a cabeça, olhando-o – Vou me arrepender por isso.
Harry: Estaremos quites no assunto “arrependimentos” – gesticulou as aspas.

▬ Verginia sorri. Harry também sorri, apenas alegre por vê-la tentar se alegrar, mesmo ainda achando a tristeza repentina dela estranha. ▬


•••

▬ Zayn acabara de deixar Alice em sua casa. Ele sai do carro junto a ela, e ele ficam parados fitando um ao outro, tímidos. ▬

Alice: Chegamos... Obrigada por me trazer.
Zayn: Não foi nada.

▬ Alice sorriu, e se preparou para virar-se contra Zayn, mas antes, ele a puxa e beija-a. Um calmo, lento. Um beijo que despertou emoções, tanto em Zayn, como em Alice. Segundos passam e eles ficam sem ar, então apartam o beijo. Olho no olho, apenas uns segundos. E outro beijo. Ainda calmo, mas saboroso. Zayn girara Alice, ocupando seu lugar, e sentou-a no capô de seu carro. Ainda beijando-a. ▬


Alice: Eu... Zayn... – disse com dificuldades, pois Zayn não parava de beijá-la.
Zayn: Hmm – murmurou.
Alice: Eu... Hm... Za... Zayn... Zayn, para! – empurrou-o.
Zayn: Algum problema? – preocupou-se.
Alice: Não, nenhum – sorriu. – Eu... fiquei... apenas levei um susto. – Desceu do carro, andando de ré até sua casa. – Eu... gostei da noite. Foi interessante.
Zayn: Podemos repeti-la mais vezes, então.
Alice: Claro. – Sorriu e adentrou sua casa.

▬ Ambos passaram a noite com um enorme sorriso em seus lábios. ▬

•••

▬ Em sua casa, Niall pensava na noite do Baile. Pensava na garota linda com quem dançara. Ele estava mesmo encantado. “Quem será ela? Será que eu a conheço? Provavelmente, sim”, pensava ele. “Conheço seu cabelo. Seus lindos olhos verdes acastanhados. Seu cheiro. Tudo em si. Mas como não consigo me lembrar de onde a conheço?”

•••

▬ Já Verginia não se sentia nada bem dormindo ao lado de Harry. Ela se remexia na cama, de um lado pro outro. Rolava, murmurava, reclamava. Harry, que já teve que aturá-la por não poder tirar sua roupa e ficar, pelo menos, com sua cueca boxer – estando apenas sem camisa, agora – não tirava os olhos cansados da garota, que em nenhum minuto notou um olhar sobre si. ▬

Vivi: ... Que é? – interrogou sentando-se na cama, fria, após perceber que Harry a olhava, indignado.
Harry: To tentando dormir. – Sentou-se junto a ela.
Vivi: Ninguém te pediu companhia. Está aqui porque quer. Ah, e uma pergunta: por quê?
Harry: Vou poupar minhas salivas.
Vivi: Vai dizer que não sabe – zombou.
Harry: Não sei mesmo. Problema?
Vivi: Sim. Olha, o motivo deu estar me mexendo e remexendo nesta cama é simplesmente o motivo deu estar acordada neste mesmo momento, se você não cismasse de dormir comigo.
Harry: Ve (acho que assim fica mais inglês do que “Vi”) – chamou-a, ignorando a mesma.
Vivi: Que... é?
Harry: Você me perdoou.
Vivi: Sim. Mas isso não quer dizer que você tem a liberdade de dormir comigo. Se é preguiça de dirigir até sua casa, aqui tem quarto de hospedes.

▬ Harry aproximara-se de Verginia, ficando a centímetros de seu rosto, fazendo de uma Verginia, confusa. ▬

Harry: Não quero dormir sozinho – disse, baixo e calmo, com sua típica voz rouca.

▬ Verginia revirou os olhos, mas de um minuto a outro, sorriu, fofa. ▬

Vivi: Ooowwn, ele tá com medinho. – Apertou a bochecha de Harry. – Ninguém mandou ficar cantando a música do Freddie Krueger.
Harry: Acha mesmo que estou com medo? – arqueou uma sobrancelha, desafiando-a.
Vivi: Acha que não acho?
Harry: Eu acho que você acha.
Vivi: E eu acho.
Harry: Ótimo.
Vivi: Ótimo.
Harry: Confições.
Vivi: An?
Harry: Já que não estamos conseguindo dormir, podemos confessar algumas coisas um ao outro.
Vivi: Ta. Confessa aí.
Harry: Aaahhm – pensou. – Já faz um tempo que eu... pulei de bungee jumping.
Vivi: Uau! – ironizou. – Sério? Conta mais – cerrou um punho e pôs o mesmo debaixo de seu queixo, mostrando um interesse falso.
Harry: Mas essa não é a parte mais interessante.
Vivi: Mais? Pular de bungee jumping pode ser até radical, tal, tal e tal, mas não é uma confissão. Na verdade, é até legal ser a primeira Directioner a saber disso – disse, a fazer uma careta, provocando risada em Harry.
Harry: ... Eu gritei... “Verginia, eu te amo”.

▬ Ao ouvir aquilo, Verginia franziu o cenho e arregalou os olhos, assustada. ▬

Vivi: Você o que?
Harry: ... Te peguei – gargalhou.
Vivi: Argh! Harry! – repreendeu-o.
Harry: Esquenta não. Só queria ver a sua reação.
Vivi: V-você me assustou.
Harry: Sua vez.
Vivi: Bem... – pensou. Verginia pensou, pensou e pensou. Ela não tinha muita coisa a confessar, mas porquê não se lembrava de nada... descente. – Sou virgem? – Não, não, não. Aquilo era pra ficar na sua cabeça, como saiu assim pela sua boca, sem permissão?
Harry: Você...  o quê? – perguntou. Não que ele não havia escutado, mas ficara incrédulo com a confissão.
Vivi: An? Não, nada.

▬ O clima ficou tenso. Verginia fazia caretas de arrependimentos, virando o rosto ao lado oposto de Harry. Quando virou, já um pouco recuperada do susto, Harry encarava-a. Seus olhos estavam cansados e pensativos em cima dela. ▬

Vivi: Erm...
Harry: Shiu.
Vivi: An?
Harry: Shiu – repetiu. Ele puxara o queixo de Verginia, e beijou-a. Ela correspondeu ao beijo, mas claro, com um certo receio.
Vivi: Harry – sussurou.

▬ Nada de Harry respondê-la. Ele apenas continuava beijando-a, até ficar por cima dela. ▬


Vivi: O que você... ? – Harry não deixava-a terminar. – Por favor, eu não... – e interrompeu-a novamente. – Harry – implorava.
Harry: Cala a boca – rosnou, ainda beijando-a.

▬ O beijo vai ficando mais caloroso, fazendo ambos arfarem. Verginia estava, estranhamente, alegre. Mas queria apartar aquele beijo, então ficou por cima dele, enganando-o. Logo em seguida, tentou fugir, mas ele a puxou de volta. ▬

(lembrando que está de noite)

▬ E continuaram com os beijos calorosos. Harry a desejava tanto. Ele estava confuso. Um dia, diz que acha estranho não querer levá-la pra cama, e no outro... simplesmente deseja-a. Harry começara a roçar seu quadril no dela, fazendo com que seu movimento excitasse a ambos. ▬

(lembrando que está de noite)

Atenção¹: Daqui, as coisas já começam a esquentar um pouco. Quem não gosta, não leia. “Um pouco” porque eu não sei escrever cenas hot, então...
Atenção²: Se tiver uma palavra ou uma cena que você não goste muito, apenas ignore. E as palavras em inglês, eu escrevi pois não sei se iam gostam de ler em nossa língua, então...
Atenção³: Não existe, então vá ler, logo...


▬ E para deixá-la mais excitada, e não tentar mais fugir, Harry mordeu seu lábio. ▬

 (lembrando que está de noite)

▬ Logo em seguida, morde o lóbulo de sua orelha e sussurra “te quero... agora”. Ela gemeu. Ele sorriu com sua reação, sentindo-se vitorioso. Então, sussurrou novamente: “Estou disposto a tirar sua virgindade. E não diga que não quer, pois eu vejo que sim”, sussurrou e pegou numa das mãos de Verginia e pôs sobre sua boxer, fazendo-a sentir seu membro. E tudo aquilo só a excitava, permanecendo de olhos fechados, ofegante. E pra piorar sua situação, Harry gemeu, fraco, em seu ouvido, o que fez com que ela tombasse sua cabeça para trás, afundando-a no travesseiro. Ele faz um caminhou de beijos do ouvido, passando pelo pescoço, maxilar, bochecha, testa, nariz, e parou por cima de sua boca, arfando, mas sem encostar na mesma, deixando Verginia impaciente. Então ela não resiste, puxa-o pelo cordão e beija-o. ▬

(lembrando que está de noite)

▬ Ele entendeu que ela cedeu. Parou de beijá-la e olhou-a nos olhos. Sorriram. Ele beijou seu nariz, novamente, fazendo-a sorrir mais... ▬

(lembrando que está de noite)

Harry: Prometo não te machucar. A não ser que você queira.

▬ Ela sorriu. Se afastaram um do outro, ele tirou sua própria calça, e ela o short que usava. Jogaram-nos em qualquer canto e voltaram aos beijos. ▬

(lembrando que está de noite)

▬ Como Verginia já havia cedido, arranhou o abdômen de Harry. ▬

Harry: Linda.

▬ Ela riu e beijou-o novamente. Eles ficaram de joelhos na cama, sem pararem o beijo, e ela tira a própria blusa.  

 (lembrando que está de noite)


▬ Agora, ela quem mordera seu lábio, deixando-o mais louco. ▬

 (lembrando que está de noite)


▬ Ele sentara na cama, fazendo com que ela sentasse junto a ele. Um sempre viciado no beijo do outro. ▬


Harry: Como você quer sua primeira vez?... Selvagem... ou romântica? – disse, ofegante, e começou a chupar o pescoço dela.
Vivi: Tanto faz... Apenas quero... que seja... maravilhoso – disse e, logo em seguida, gemeu, pela pressão que Harry dera em seu pescoço.
Harry: - riu sem humor – Vou deixar marcas.
Vivi: Ah – suspirou. – Assim é melhor.
Harry: Vou te deixar louca.
Vivi: Duvido muito – desafiou.
Harry: Ah, é?... Agora você vai ver... Ou devo dizer... sentir.

▬ Harry colocara uma mão em sua virilha, andando com os dedos, até chegar em sua intimidade. O toque fizera com que Verginia se contorcesse, gemendo. ▬

Harry: Ainda duvida de mim?
Vivi: Cala a boca.

▬ Verginia arfou, e Harry tirou a calcinha da mesma. Verginia fechara as pernas, tímida. ▬

Harry: Ei, ei ,ei. Pode ir abrindo isso. Como você quer ficar excitada e me deixar excitado – disse, tentando abrir suas pernas. – Vamos, abra. Não precisa ter vergonha.
Vivi: É a minha primeira vez.
Harry: Eu sei. Por isso estou tentando fazê-la do jeito mais especial possível. Então abra as pernas.

▬ Verginia fora abrindo suas pernas vagarosamente. Seu rosto mostrava arrependimento, mas sabia que não havia mais como voltar atrás.


Harry: Isso.

▬ Quando as pernas de Verginia já estavam bem abertas, ele começa a acariciar sua intimidade, excitando-a. ▬

Vivi: Harry – chamou, chorosa.
Harry: Psssshhh!! – calou-a com um beijo abafado.
Vivi: Eu já não tenho mais certeza.
Harry: Não adianta voltar atrás – disse, enquanto acariciava sua intimidade.

▬ Ele tirara o sutiã de Verginia, e jogara em qualquer canto, junto as outras peças de roupa. Harry massageava um seio e mordiscava outro, ainda com uma mão na intimidade dela, e a outra na cama, apoiando-se sobre a mesma. Harry enfiou um dedo na vagina de Verginia, fazendo-a soltar um grito. ▬

Harry: Porra! Imagina quando eu enfiar meu pênis!... Ah, foda-se! Quero que grite mais alto.

▬ Ele enfiou mais um dedo e fez movimentos de vai e vem, enquanto Verginia só gemia e se contorcia... mas de dor. ▬

Vivi: Harry... ta doendo.
Harry: Calma – disse e beijou-a, para amenizar a dor. – Me beija e tenta esquecer a dor.

▬ Mas por mais que ela tentasse, não conseguia deixar de sentir dor, e apenas se concentrar no beijo. ▬

Vivi: Ha... Harry... Não aguento mais.
Harry: Meu Deus! Mas você é tão apertada... Vai, continua me beijando.

▬ Verginia apenas selou seus lábios nos dele. Harry já estava farto, e começara a fazer um caminho de beijos, desde seus lábios, pescoço, seios, barriga e umbigo – os quais também mordiscou – , até chegar a intimidade. Beijou sua intimidade e, em seguida, encostou a ponta da língua no clitóris, fazendo ela se contorcer. Ele riu e logo começou a movimentar sua língua no mesmo. Mordiscou, lambeu, sugou, e deixou Verginia louca. E ele fazia aquilo tudo sem parar de penetrá-la com seus dedos, que, agora, eram três. Ela gozara em seus dedos, e ele soltou um suspiro, satisfeito. Harry tirou os dedos da vagina dela e chupou-os. Logo em seguida, subiu em cima dela novamente e beijou-a. ▬

Harry: É a sua vez de me deixar louco.
Vivi: Acho que não consigo.
Harry: Quer que eu te ajude?

▬ Verginia assentiu, com uma certa indecisão. Ele ficara de joelhos na cama, deixando seu pênis, que já estava ereto, de frente ao rosto dela. Harry abaixou sua boxer, fazendo seu pênis pular pra fora. Se livrou rapidamente de sua cueca. ▬

Harry: Calma! Vou te ajudar. – Pôs o cabelo de Verginia todo pra trás, segurando-o em um rabo-de-cavalo, pegou seu amigo, que estava em pé, e pôs dentro da boca dela. Ele mesmo cuidara dos movimentos. E após sentir a boca de Verginia em sua (odeio isso →) Stylesconda, fechou os olhos, e soltou um suspiro, prazeroso. Ele deixava a boca dela ir apenas até a metade, mas não segurou-se e empurrou a cabeça dela – sempre com suas mãos prendendo seu cabelo num rabo-de-cavalo – até o final, parando logo ali, sentindo mais prazer. Quando vira que Verginia já não respirava regularmente, devido ao tempo que estivera com a boca parada em seu pênis, soltou-a, fazendo com que ela arfasse. Mas voltou a enfiá-lo novamente em sua boca, após, claro, ela ter recuperado fôlego. ▬

Vivi: Deixa, que agora eu já sei como fazer.
Harry: Okay.

▬ Verginia segurou a intimidade a sua frente, e começou a massageá-la. Logo após, pô-la em sua boca. Ela mantinha uma mão junto a boca, massageando, abocanhando e chupando o pênis. E Harry só fazia sentir prazer. Até que Verginia sente o esperma adentrar sua boca, fazendo-a parar e analisar o gosto dentro do mesmo. Harry sentou-se na cama, puxando Verginia pra sentar em cima dele, enquanto segurava seu pênis, roçando-o na vagina dela e beijando-a, sentindo o gosto de seu próprio esperma. ▬

Harry: Você me quer? – perguntou entre o beijo.
Vivi: Acho que sim. – Olhou-o nos olhos.
Harry: Você me quer? Sim, não, ou eu paro.
Vivi: ... Eu te quero... – afirmou, receosa, assentindo rápido. – Te quero dentro de mim, agora – ordenou.
Harry: Só se você implorar.
Vivi: Ah... já não é o bastante? – gemeu.
Harry: Uh-uhm! – negou.
Vivi: Enfia essa merda dentro de mim, caralho.
Harry: Acho que a posição não está boa.

▬ Impaciente, Verginia virou-se na cama, e deitou por baixo de Harry. Mas ele continuara roçando apenas a ponta de sua intimidade na dela, desenhando círculos. ▬

Harry: Mas ainda não implorou – cantou. – Quero te ver implorando – sussurrou no ouvido de Verginia.
Vivi: Me fode, logo, caralho.
Harry: Isso não é ‘implorar’. Implore! – ordenou.
Vivi: Por favor, por favor, por favor, Harry… Mete logo esse caralho aí… por favor.
Harry: Você pediu.

▬ Harry penetrou em Verginia, que gemeu com a pressão. ▬


Vivi: Ai, meu Deus! – gemeu.
Harry: Te machuquei? – Parou de penetrar, mas permaneceu com o pênis dentro dela. – Se quiser eu paro.
Vivi: Não, continua.
Harry: Certeza? Se continuar, não vou mais conseguir parar.
Vivi: Tenho... Tenho – confirmou.

▬ Ele penetrou novamente, e ela gritou... novamente. Mas isso não o fez parar de novo, ele continuou. Ele penetrava lentamente, e ela só gritava, muito alto. Então ele abraça-a, mas decide parar de penetrá-la. ▬


Harry: Tem certeza que aguenta?
Vivi: Harry, não para. Assim piora.
Harry: Eu sei, mas não consigo mais ver que estou amando estar dentro de você, enquanto você apenas grita de dor.
Vivi: Se você não ficar parando, meu prazer vai chegar rapidinho, então continua... – arfou.
Harry: Okay. Mas faz assim: se você quiser parar mesmo, me bata... faça o que você quiser... só... chame minha atenção. Acho que agora não vou mais conseguir parar mesmo. Por favor... não me deixe te machucar?

Como pode ser fofo e galinha ao mesmo tempo?”, pensou Verginia, lendo os olhos de Harry. Sorriu com aquele pensamento, e assentiu, olhando seu peitoral.

Harry: Ótimo... Vamos lá.

▬ Antes de penetrar novamente, Harry entrelaçou seus dedos nos de Verginia. ▬


▬ Então, penetrou. E ela continuara gritando. ▬

 (achei esse Hot demais)

Harry: Aqui... me beija.

▬ Verginia aproximou-se dele, e arfou por segundos em sua boca, mas não chegara a beijá-lo. Então, cansado de esperar ela beijá-lo, e de ouvi-la gemer de dor, ele mesmo o fez. Mas, incrivelmente, a dor não havia passado. Então ela tomou a decisão em pará-lo. ▬

Vivi: Harry, para.
Harry: An?
Vivi: Para, para! Por favor! To pedindo pra parar. Harry, para! – começara a elevar o tom de voz. – Harry, Harry, para! – Deu-lhe um tapa no rosto.

▬ Devido ao tapa forte dado por Verginia, Harry se afastou dela, retirando sua intimidade de dentro da mesma. E Verginia ofegava, cobrinco seu corpo com o lençol, encarando Harry alisar seu rosto, também ofegante. ▬

Harry: Te machuquei tanto assim? – perguntou, já olhando-a, preocupado.
Vivi: Desculpa. Desculpa, mesmo – começara a chorar.
Harry: Não – aproximou-se dela e abraçou-a. – Não se desculpe. Você fez bem. To orgulhoso.

▬ Eles ficaram apenas uns segundos abraçados. ▬

Vivi: Ainda ta excitado?
Harry: Erm... To – respondeu, confuso.
Vivi: Vamos de novo.
Harry: O quê? – franziu o cenho.
Vivi: Quero você dentro de mim... de novo.
Harry: Tem certeza?
Vivi: Não começa. Enfia logo de uma vez.
Harry: - suspirou. – Okay.

▬ Verginia suspirou e fechou os olhos. Logo que sentiu o pênis de Harry dentro de si, novamente, mordeu o lábio inferior, tentando conter o gemido de dor. ▬


Harry: Posso dizer?
Vivi: O quê?
Harry: Você é muito gostosa.
Vivi: Cala a boca. – Beijou-o e envolveu seus braços nas costas de Harry, arranhando de leve.

 (lembrando que está de noite)

Harry: Ah, caralho – disse, após aumentar o ritmo das estocadas.
Vivi: Aun, Harry – gemeu.
Harry: O quê? O quê? – questionou, diminuindo o ritmo dos movimentos. – Te machuquei de novo?
Vivi: To sentindo... Eu to sentindo o prazer.
Harry: Que bom.
Vivi: É... é bom. Mais rápido.

▬ E assim, Harry dava suas mais rápidas estocadas, deixando Verginia louca, gemendo, agora, de prazer. Ela gemia o nome dele, e Harry sussurrava o dela. Daí, Verginia troca suas posições, ficando por cima de Harry. ▬

Vivi: Agora eu estou no comando.
Harry: Quero ver comandar melhor que eu.
Vivi: - riu sarcástica. – Quer ver?
Harry: To louco pra ver.

▬ Verginia começara a cavalgar em cima de Harry, fazendo-o arfar de desejo. Logo, ele pegara seu amigo e encostara na intimidade dela, mas ela se esquivou. ▬

Vivi: Nã-nã-não. Eu só estou no começo da tortura.
Harry: Aaarrgh! – rosnou, enfurecido.
Vivi: Haha! É a minha vingança, querido Styles.

▬ Verginia continuou com a tortura. Cavalgou por cima dele, massageando os próprios seios. Após uns segundos, Harry não se aguentou e pegou seu amigo. Quando Verginia viu que ele ia massagear a si mesmo, pegou sua mão e pôs em sua intimidade. ▬

Vivi: Calma. Acho que já foi o bastante.

▬ Harry soltara um suspiro, aliviado. Então ela pegou na intimidade dele e pôs dentro da sua, cuidadosamente. Após enfiar tudo, os movimentos começam. Ela deitou seu corpo sobre o dele e começou a rebolar. ▬

Vivi: Oh, fuck me.
Harry: Com prazer.

▬ Harry, mesmo ficando por baixo, começou a comandar novamente, fucking her pussy. ▬

Harry: Fica de quatro – ordenou.

▬ Verginia saiu de cima dele, ficando de quatro na cama, logo em seguida. E ele penetrou nela novamente. Ambos estavam suados, mas Verginia estava amando sua experiência, e Harry amando sua nova parceira. ▬

Vivi: Eu vou gozar – gemeu.
Harry: Vai... goza.

▬ Verginia chegou ao seu ápice. Sentiu o orgasmo invadir seu corpo pela primeira vez, e assim, seu corpo ficou mole. Seu esperma molhou o pênis de Harry, melecando-o. Mas faltava ele, então ele continuou penetrando. ▬

Harry: É a minha vez.

▬ Dito e feito; Harry chegou ao seu clímax, deixando seu esperma entrar em Verginia  dando o privilégio da mesma senti-lo entrar nela. Ele se jogou na cama, dando o privilégio de Verginia cair por cima dele, e beijou-o, ofegante. Verginia beijou o pescoço dele, ainda ofegantes. ▬


Harry: Foi a melhor... – começou, acariciando o cabelo de Verginia. – transa da minha vida – completou.

▬ Verginia se apoiou na cama com os dois braços e encarou-o em seus olhos. ▬

Vivi: Sério? Tipo... você já deve ter transado mil e uma vezes. Sério que eu fui a melhor? Ainda mais virgem.
Harry: Por isso – disse, fraco. – Foi especial. Eu nunca tive a oportunidade de tirar a virgindade de uma garota. Ainda mais quando gosto muito dessa garota. E você me deu uma. Obrigado – sorriu.
Vivi: - sorriu - ... Você... gosta mesmo de mim?
Harry: Como não gostar?
Vivi: - continuou a sorrir. - ... De nada.

▬ Verginia deu-lhe um beijo meia lua, para selar aquile momento. ▬


Harry: Vamos tomar banho?
Vivi: Ta, mas não vai rolar nada, hein. Só quero tomar banho e dormir.
Harry: Não era você que estaria acordada neste momento? – zombou.
Vivi: Mas você me deixou cansada.
Harry: - riu malicioso. – Aí eu gostei.
Vivi: - riu – Vem logo – puxou-o pela mão.

▬ Eles vão ao banheiro. ▬

Harry: É... acho que não gosto de você.
Vivi: An? – perguntou, frustrada.
Harry: Não se chateie comigo... Mas...
Vivi: Mas... ? – incentivou.
Harry: - sorriu – Eu te amo!

▬ Verginia ficara incrédula, mas logo foi abrindo um lindo sorriso espontâneo. ▬

Vivi: Eu também. – Pôs seus braços em volta de seu pescoço. – Te amo muito. Mas... não tenho muita certeza. Então... vamos com calma, okay?
Harry: Okay.

▬ Harry roubou-lhe um beijo, lento e calmo, mas que foi ficando mais intenso. ▬


Mas, além de beijos e carícias, nada mais rolou. E após o banho, eles dormem. Verginia aceitou a ideia de dormirem nus mesmo. Então assim dormiram.


________________________________________________

Olá!! Bem, ta aí o Hot que tanto queriam. Acho que não ficou muito bom. E olha que eu ainda pedi ajuda ao meu irmão, e tive que repetir a música “Je T'aime Moi Non Plus”.

To de sacanagem (mas esse foi o conselho do meu irmão).

Espero que tenham gostado. Eu gosto daqueles bem fortes mesmo, sabe. Semana passada eu li uma que era um suruba entre Niall e Louis.. eeee ninguém quer saber disso, né. Próximo assunto.

Queria deixar um site, aqui, que eu encontrei e achei muito legal. Pra te deixar mais interessada, eu lhe digo (outra coisa que eu odeio, pois estou escrevendo, não falando): Tipo, você escolhe a Fic, clica nela, e vem umas perguntinhas, como: seu nome, nome do seu namorado, nome da sua melhor amiga , e tals. Aí é muito legal. Tem do One Direction também, mas são poucos. Se se interessou, clique aqui(tem Hot também... hhmmm!!).

Bem, desculpem-me, mas as sugestões de vocês estão me dando um nó na cabeça. Sério, estou muito confusa. É que eu já decidi o rumo da História, por isso. Mas, tipo, eu gosto quando dão sugestões. E não quer dizer que a Vivi e o Harry transaram que eles vão ficar juntos. Pera lá. Não sei de nada K.
Mas eu estou pensando em fazer 3 temporadas. Cada uma com um propósito. Falô!?

(É que eu juntei todas as sugestões que Rana, Alice e Verginia me mandaram. Não queria que faltasse nem um detalhe que pediram, então... )

Ah! E na segunda temporada, eu to pensando em fazer POV’s. Não gosto muito, mas é mais fácil.

Rana não apareceu nesse capítulo, mas eu bem que queria. To doida pra fazer a transformação dela. Só no próximo mesmo.

Ah, Rana, é quase isso que estou fazendo. Mas, com certeza, eu posso juntar um pouco do que você pediu, sim.
LolFreitas1D, outra coisa que já estou providenciando. Calminha aí.

Ah, Verginia, eu vi aquele negócio do Fantástico sim. Minha amiga tá me enchendo minha cachola com esse papo. Mas eu sou meio azarenta, então nem tento. A gente ouviu juntas, na rádio Mix. Okay, né.

E vocês, meninas? Ficaram sabendo da promoção do Fantástico?

Sei que tinha mais algo pra comentar, mas...

Amei os comentários, suas Liamdas. Amo vocês!

É isso. Logo, logo, mais personagens vão aparecer.

Bjuss!!
________________________________________________

( preciso saber: ponho mais fotos dele do que dos outros meninos? )


“Rádio, sangre-me uma melodia, que irá fazer esse garoto chorar. Rádio, sangre-me uma melodia, que irá fazer ele imaginar porquê ele era tão frio”, Radio – He Is We.

10 comentários:

  1. quer a verdade?
    eu li essa porra e fiquei gozadinha kkkkkkkk
    parei e.e
    continua!
    mas hots puramor

    ResponderExcluir
  2. Continua ! ooook rs
    poxa , arrasou querida, mais mais mais

    ResponderExcluir
  3. man , harry foi tão fofo
    amei mesmooooo! continua

    ResponderExcluir
  4. hahahhaujdhifhgrifb perfeito fia !

    ResponderExcluir
  5. ooooooooooooooooooMGGGGGG GENTEEE QUE PERFEITOO, LINDO, MARAVILHOSO, GOSTOSO, TUDO DE BOM VEEII ESSE HOT FOI SIMPLISMENTE PERFEITOOOO, HAZZA TAOOO FOFOOO,PERFEITO, CARA ERA COMO SE EU ESTIVESSE AI DE VDD....QUEM DISSE QUE "NAO FICOU MTO BOM " HEN DONA RACHEL TA DOOIDA KKKK NOS AMAMOS, MELHOR HOT QUE JA VI, HUMM COM QUEM SERA O PROXIMO HOT RANA OU ALICE HAHA..... ASS> VIVII *--*

    ResponderExcluir
  6. hahahhahhahahahahha muito gostoso ;0

    ResponderExcluir
  7. eu acho que o proximo vai ser de alice e zayn '===' mas tipo , slá se fosse o meu com quem seria? niall ? harry ? descobrerimos hahahahah -Rana aq

    ResponderExcluir